A primeira edição, que chamava-se apenas Brazil Conference at Harvard University, foi realizada no Harvard College e propôs discutir o tema "Brasil +30: o Legado de 30 Anos da Democracia e os Desafios pela Frente". O evento teve 3 pilares, que guiaram os painéis: Instituições, Educação e Economia Brasileira no Século 21. Para isso, contou com nomes como Luís Roberto Barroso, José Serra, Celso Amorim, entre outros.

Já na primeira edição, o evento teve entre os patrocinadores a ABInbev, Falconi, Colégio Etapa, Lima e Falcão, Wolf Klabin e Cláudio Haddad.

A Brazil Conference at Harvard & MIT é um evento anual no mês de abril, organizado pela comunidade brasileira de estudantes na região de Boston, desde 2015. Realizado nas duas universidades que dão nome à conferência, tem como objetivo promover o debate entre líderes e representantes da diversidade nacional e internacional, sobre os mais variados temas envolvendo o nosso país.

 

O evento, pensado em 2014 por estudantes brasileiros de graduação, era a representação de um movimento, que queria trazer para Boston, um conhecido pólo de conhecimento, intelectuais brasileiros para que pudessem discutir aqui os problemas e o futuro do país. Com a solicitação de brasileiros da Harvard Kennedy School, decidiu-se criar então a Brazil Conference, que poderia contar também com a participação de alunos de mestrado e doutorado. O que nasceu como um pequeno evento para comemorar os 30 anos da Democracia do nosso país, já foi chamado pela imprensa de "Davos Brasileira".

Em sua segunda edição, os alunos formaram uma parceria com o Massachusetts Institute of Technology, e então foi criada a Brazil Conference at Harvard & MIT, que tinha como tema "O Brasil e a Crise". O evento aconteceu na Harvard Business School e no MIT School of Management. No entanto, o número de palestrantes e visitantes cresceu. Foram mais de 50 convidados para falar suas opiniões e mais de 400 pessoas assistindo presencialmente. Entre os principais palestrantes estão Jorge Paulo Lemann, Jim Collins, Rodrigo Janot, Abílio Diniz, Luís Fux, Joaquim Falcão, Neca Setúbal, Otaviano Canuto, Ciro Gomes, David Neeleman e Gisele Bündchen.

O número de patrocinadores também cresceu, passando para 16 como ABInbev, Credit Suisse, Fundação Lemann, Instituto Península, Cláudio Haddad, MIT Brazil, Azul, Sorridents, entre outros.

Além disso, o evento contou com a primeira edição do Programa de Embaixadores, que teve mais de 1.400 inscritos e selecionou 4 jovens universitários, com representação nas suas regiões, para virem assistir à conferência presencialmente. A idéia de criar esse programa surgiu pois seria possível então levar de volta para o Brasil, em um curto período de tempo, as idéias e pensamentos discutidos aqui. A missão dos jovens escolhidos era passar a mensagem para frente e ajudar a construir um país melhor.

Com o sucesso das edições passadas, a terceira Brazil Conference at Harvard & MIT se consolidou como uma plataforma para discussão de problemas e soluções relativos ao nosso país. Para trazer a situação do país para o debate, o tema escolhido foi #DialogoQueConecta. A missão era aproximar a população, polarizada e que se enfrentava nas ruas e nas redes sociais, para conversas com ambos os lados políticos. Além disso, a conferência ainda contou com palestras sobre economia, sustentabilidade, sociedade, entre outros temas.

Participaram dessa edição Jorge Paulo Lemann, Warren Buffett, Sérgio Moro, Dilma Rousseff, Armínio Fraga, Marina Silva, Deltan Dallagnol, Nizan Guanaes, Flávio Augusto, GIlberto Gil, Wagner Moura, Luiza Trajano, Djalma Ribeiro, Kaká, Michael Sander, Luís Roberto Barroso, Luciano Huck, entre outros convidados.

 

A segunda edição do Programa de Embaixadores contabilizou mais de 8.600 inscritos e trouxe para Boston 5 finalistas, um de cada região do Brasil. Eles tiveram a oportunidade de assistir de perto as palestras, conversar com os convidados e trocar experiências, não só entre eles, como outras lideranças que estavam presentes no evento. Ao voltar para o país, participaram de eventos e entrevistas nas suas regiões, para espalhar tudo que aprenderam e viram aqui.

 

HackBrazil teve sua primeira edição e foram mais de 300 projetos inscritos, dentre os quais 20 foram selecionados para implementar suas respectivas propostas.

A iniciativa nasceu da ideia de construir uma ponte entre o Brasil e o ecossistema de inovação existente dentro do MIT. O principal objetivo era criar uma plataforma de transformação da realidade brasileira usando tecnologia das mais diversas naturezas e então criaram a competição, para ajudar grandes idéias a saírem do papel.

Essas equipes escolhidas receberam mentoria especializada e participaram de workshops virtuais. Durante o evento, as cinco equipes finalistas apresentaram seus projetos para um painel de jurados formado por grandes nomes do empreendedorismo, como Gustavo Roxo, chefe de tecnologia do banco de investimento BTG Pactual, e Camila Farani, presidente do Gávea Angels, um dos principais grupos de investidores-anjo do Brasil. Além disso, a HackBrazil foi apresentada por Luciano Huck, e a platéia contou com diversos nomes do mercado de investimento, proporcionando às equipes maior exposição e a possibilidade de fazer ​conexões ​para ​levar ​os ​projetos ​ainda ​mais ​longe.

Aconteceu nos dias 6 e 7 de abril de 2018 a quarta edição da Brazil Conference at Harvard & MIT, com a hashtag #AcaoQueTransforma, que recebeu mais de 600 participantes. Para esse ano, a missão foi trazer para Boston pessoas que pudessem falar sobre iniciativas que já estivessem acontecendo, ajudando na mudança do país.

Participaram nomes como Djamila Ribeiro, Ciro Gomes, Anitta, Claudio Haddad, Flávio Dino, André Street, Carlos Brito, David Neeleman, Eduardo Lyra, Gustavo Franco, Fernanda Gentil, Lars Grael, Rafaela Silva, Alexandre Padilha, Drauzio Varella, Luciana Temer, Ilan Goldfajn, Jorge Paulo Lemann, Luís Roberto Barroso, Raquel Dodge, Nelson Jobim, Edu Gaspar, Priscila Cruz, Luiz Fux, entre outros.

Foram 43 patrocinadores para a conferência, como 99, Accenture, Azul, BTG Pactual, EY, Fundação Lemann, Matos Filho, RV Ímola, e 8 especialmente para HackBrazil.

 

Além disso, o evento teve o Programa de Embaixadores, que trouxe cinco universitários brasileiros para participar da conferência em Boston, com todos os custos pagos. Essa edição teve mais de 16 mil alunos inscritos de todas as regiões do país. De volta ao país, cada um realizou um evento na sua região para ampliar os debates iniciados na conferência, atingindo um número maior de jovens.

 

A HackBrazil premiou com 50 mil reais a equipe com o melhor projeto para resolver desafios do Brasil! Foram 565 inscritos, um crescimento de mais de 70% comparado ao ano passado! 25 equipes foram escolhidas para a fase de mentoria e 5 sairam como as finalistas.

 

Confira mais informações nas páginas dos programas.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon

© 2018 BRAZIL CONFERENCE AT HARVARD & MIT

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now